quarta-feira, 17 de agosto de 2016

BRASILEIRÃO 2016 B / BAHIA 1 x 1 ATLÉTICO-GO


Relâmpago ? Bahia joga mal e fica no empate com Atlético de Goiás

O Bahia teve tudo para voltar a vencer na Série B. O time saiu na frente com menos de um minuto, desperdiçou chances e acabou cedendo empate de 1 a 1 ao Atlético (GO), na noite desta terça-feira (16), na Arena Fonte Nova.

Hernane marcou o gol aos 39 segundos do primeiro tempo. Mas, Jorginho empatou aos 39.

Com o resultado, o Tricolor perdeu mais uma chance de se aproximar dos primeiros colocados e foi mais uma vez vaiado pela torcida. O time baiano foi aos 25 pontos, na décima colocação, a oito pontos do G-4 e a cinco da zona de rebaixamento.

Ainda pressionado, o Esquadrão volta a campo no próximo sábado (20), diante do Avaí, na Ressacada.

O JOGO

O Bahia largou com um ataque fulminante, com menos de um minuto de jogo. Aos 39, Allano arrancou e recebeu livre, tocou por baixo o goleiro e Hernane, antes da bola ultrapassar a linha do gol, mandou para as redes.

O Atlético (GO) só veio assustar aos 26. Pedro bambu lançou Magno, que  tentou o chute e acertou a rede pelo lado de fora.

Aos 39, o Dragão não perdeu. Em cobrança de falta, Michel lançou na área, Jorginho desviou, a bola ainda tocou em Muriel, mas foi parar no gol.

O segundo tempo começou como o primeiro. O Bahia encaixou um ataque com menos de um minuto. Allano tabelou com Hernane, invadiu a área, mas parou no goleiro Klever.

Com a torcida impaciente, o técnico Guto Ferreira fez as três alterações até os 36 minutos. Lucas Fonseca, Juninho e Luisinho entraram nos lugares de Tiago, Feijão e Edigar Junio, respectivamente.

Nos minutos finais, o Esquadrão pressionou, criou chances de voltar à frente do placar, mas desperdiçou as oportunidades e ficou no empate sob vaias da torcida.

Ficha Técnica / Bahia 1 x 1 Atlético (GO)

Brasileirão Série B - 19ª rodada

Local : Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data/Horário : 16/08/2016

Cartões amarelos : Eduardo, Tiago, Moisés, Feijão, Allano (BAH); Michel, Marllon (ATG)

Gols : Hernane (BAH); Jorginho (ATG)

Bahia : Muriel; Eduardo, Éder, Tiago (Lucas Fonseca) e Moisés; Feijão (Juninho), Luiz Antônio e Renato Cajá, Edigar Junio (Luisinho), Allano e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

Atlético (GO) : Kléver; Matheus Ribeiro, Marllon, Lino e Michel; Pedro Bambu, William Schuster, Jorginho (Junior Viçosa), Magno Cruz e Gilsinho (Marquinho); Alison (Bruno Barra). Técnico: Marcelo Cabo.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Bahia 1 x 1 Atlético-GO

Arbitragem : Alisson Sidnei Furtado (TO-CBF-1)

 Assistido por Fabio Pereira (TO-Mast) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO-CBF-2)


Gol relâmpago do Bahia


Bahia sem conseguir jogar bem


Gol no vacilo da zaga Tricolor


Hernane bem marcado


Empate com gosto de derrota para o Bahia


Torcedores decepcionados novamente

Renda R$ 111,779,50 e com Público Pagantes :  3.456

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 14 de agosto de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 2 x 2 SANTA CRUZ


Vacilo ? Vitória fica no empate com o Santa Cruz no Barradão

O Vitória vacilou mais uma vez. Diante do Santa Cruz, time que briga pelo rebaixamento, o Leão empatou em 2 a 2, no Barradão, num jogo válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Diego Renan e Willian Farias marcaram para o Rubro-negro.

Com o resultado, o Vitória chegou aos 23 pontos na tabela de classificação. No momento, o time está na 13ª posição. Pela 21ª rodada, o Leão da Barra voltará a campo no dia 22 de agosto, contra o Corinthians, na Arena Corinthians.

O JOGO

O Vitória começou o jogo em cima. A pressão na saída de bola funcionou logo aos cinco minutos. Numa falha da defesa pernambucana, o Rubro-negro roubou a bola. Na sequência da jogada, Flávio encontrou Diego Renan. Novamente na lateral-esquerda, ele deslocou o goleiro do Santa e abriu o placar no Barradão.

Durante o primeiro tempo, a superioridade da posse de bola do Leão continuou, apesar de não ter traduzido isso em finalizações. No entanto, aos 34 minutos, o Vitória assustou. Cárdenas pegou na veia e, numa foguete, a bola explodiu no travessão. Em resposta, o Santa Cruz foi rápido. Dessa vez, quem pegou na veia foi Tiago Costa, que fez um golaço e empatou a partida, não dando chances para Fernando Miguel : 1 a 1.

Na volta do segundo tempo, mais um golaço. Após sobra da zaga do Santa Cruz, a bola sobrou para Willian Farias. O camisa 8 já veio chutando e soltou o pé, aumentando o placar para o Vitória: 2 a 1.

Aos 37 minutos, a defesa do Vitória cochilou. O estreante Pisano, de 1,67m, subiu livre na frente de Fernando Miguel e empatou a partida.

FICHA TÉCNICA / Vitória x Santa Cruz

Campeonato Brasileiro – Série A (20ª rodada)

Local : Barradão, Salvador (BA) / Data: 14/08/2016 / Horário: 16h

Árbitro : Emerson de Almeida Ferreira (ASP. FIFA-MG)

Assistentes : Luiz Antônio Barbosa (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)

Cartões amarelos : Kieza (VIT); Danny Morais e Luan Peres (STC)

Gols : Diego Renan e Willian Farias (VIT); Tiago Costa e Pisano (STC)

Vitória : Fernando Miguel, Diogo Mateus (José Welison), Ramon, Kanu e Diego Renan; Willian Farias, Flávio (Marcelo) e Cárdenas; Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini

Santa Cruz : Tiago Cardoso; Léo Moura, Luan Peres, Danny Morais e Tiago Costa; Uilliam Correia, Derley (Danilo Pires) e João Paulo (Wallyson); Arthur (Pisano), Keno e Grafite. Técnico: Adriano Teixeira

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 2 x 2 Santa Cruz

Árbitro : Emerson de Almeida Ferreira (ASP. FIFA-MG)

Assistentes : Luiz Antônio Barbosa (MG) e Marconi Helbert Vieira (MG)


Dia dos Pais no Barradão


Diego Renan abre o placar


Duelo ? Uilliam Correia e Willian Farias


Willian Farias faz um belo gol de fora da área 


Destaque para o golaço do lateral Tiago Costa do Santa Cruz


Torcedores fizeram protestos contra diretoria

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

quinta-feira, 4 de agosto de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 3 x 1 CORITIBA


Vitória vence o Coritiba e sai do sufoco no Brasileirão 2016

A velha sina de sair atrás no placar parecia que ia atrapalhar o Vitória mais uma vez. Contra o Coritiba, nesta quarta-feira (3), no Joia da Princesa, o Rubro-negro saiu perdendo, mas desta vez se recuperou, em noite inspirada de Marinho, e derrotou o Coxa por 3 a 1.

O camisa 7 marcou um belo gol e criou a jogada que terminou no gol de Kieza, que por sua vez encerrou um jejum de sete jogos sem marcar. Juninho, contra, e Raphael Veiga, para o time paranaense, completaram o placar.

Com o resultado, o Leão respirou na Série A e se afastou um pouco da zona de rebaixamento. O time baiano foi aos 22 pontos, abriu quatro do Z-4 e assumiu a 12ª colocação.

Os comandados de Vagner Mancini agora voltam a campo no próximo domingo (7), em uma difícil missão contra o Palmeiras, na Arena do Verdão.

O JOGO

Logo aos oito minutos, o Vitória teve uma grande chance. Willian Farias fez bela jogada individual invadiu a área e tocou para Kieza. Livre, o atacante pegou mal e isolou. Mas, o árbitro já marcava impedimento de K-9.

Aos 12 minutos, o Coritiba respondeu. Kanu falhou, Kleber aproveitou e chutou no canto. Fernando Miguel fez boa defesa.

Aos 18, o Gladiador ganhou de Kanu mais uma vez, fez o giro na área e chutou no canto. A bola tirou tinta da trave.

O Rubro-Negro só voltou a assustar aos 44. Marinho lançou bola na área, Kieza cabeceou livre, mas mandou para fora.

Já aos 45, o Coxa teve a melhor chance da primeira etapa. Após troca de passes, Iago recebeu livre na área, tentou pegar Fernando Miguel no contra pé, mas desperdiçou.

Na volta para o segundo tempo, o Leão foi surpreendido logo aos dois minutos. Após cruzamento na área, Veiga, livre entre os zagueiros, desviou de cabeça no ângulo de Fernando Miguel para abrir o placar.

Mas, o Vitória chegou ao empate aos 15, e foi contra. A bola sobrou na área, Juninho tentou cortar e mandou para o próprio gol.

Nos minutos seguintes, Mancini fez as três alterações no time. Vander, Flávio e José Welison entraram nos lugares de Dagoberto, Amaral e Euller.

Mas, foi dos pés do seu melhor jogador na temporada que o time baiano conseguiu chegar à virada. Aos 41, Marinho recebeu bola na entrada da área, cortou o marcador e chutou no ângulo de Wilson para fazer um belo gol.

E ainda houve tempo para mais um. Aos 47, Marinho fez lindo passe para Vander, que cruzou na área. A bola acabou sobrando para Kieza, de pé esquerdo, mandar para as redes e encerrar seu jejum de gols.

Ficha Técnica / Vitória 3 x 1 Coritiba

Brasileirão Série A - 18ª rodada

Local : Joia da Princesa, em Feira de Santana (BA)

Data/horário : 03/08/2016, às 19h30 (horário de Brasília)

Cartões amarelos : Kanu, Flávio (VIT); Carlinhos (COR)

Gols : Raphael Veiga (COR); Juninho-contra, Marinho, Kieza (VIT)

Vitória : Fernando Miguel; Diego Renan, Kanu, Ramon e Euller (José Welison); Amaral (Flávio), Willian Farias e Cárdenas; Dagoberto (Vander), Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

Coritiba : Wilson; Dodô, Walisson Maia, Juninho e Carlinhos (César Benítez); Edinho, João Paulo, Raphael Veiga (Bernardo) e Iago Dias (Neto Berola); Kleber e Kazim. Técnico: Pachequinho.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 3 x 1 Coritiba

Arbitragem : André Luiz de Freitas Castro

Assistido por Fabrício Vilarinho da Silva e Cristhian Passos Sorence, todos de GO


Susto ! Coritiba abre o placar e cala a torcida do leão


Golaço ! Mas contra do Coritiba


Coritiba foi em busca da virada


Bom público no Joia da Princesa

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

segunda-feira, 25 de julho de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 2 x 3 SANTOS


Acredite ! Com erros na defesa, Vitória perde para o Santos no Barradão

A triste sina de sair atrás no placar continua prejudicando o Vitória nesta temporada. Diante do Santos, nesse domingo (24), não foi diferente. Apesar de começar muito bem a partida ofensivamente, pressionando o adversário, o rubro-negro mostrou mais uma vez que precisa arrumar sua cozinha. As constantes falhas da defesa foram determinantes para a derrota por 3 a 2, que deixa a equipe a dois pontos da zona de rebaixamento, na 13ª colocação no Campeonato Brasileiro. 

O jogo também foi cercado de polêmicas. O segundo gol do time da Vila Belmiro, foi questionado pelos jogadores do Vitória. A cobrança rápida da falta foi feita enquanto o árbitro Rodolpho Toski Marques, conversava com o técnico Dorival Júnior. No intervalo do jogo, ainda sobraram dois cartões amarelos (Dagoberto e William Farias) por reclamação. Além disso, a equipe do técnico Vagner Mancini reclamou de dois pênaltis na segunda etapa, que não foram assinalados pelo árbitro. 

Na próxima rodada, o Vitória enfrenta o Figueirense no Orlando Scarpelli, concorrente direto na briga contra o rebaixamento. O time catarinense é o 18º, com 17 pontos, dois a menos que o rubro-negro. 

O JOGO

O Vitória começou a todo vapor no primeiro tempo. O time tinha a posse de bola, trocava passes e pressionava o Santos. No entanto, o time paulista usava como arma o contra-ataque. 

Logo aos 6 minutos, Dagoberto bateu um escanteio fechado e quase marcou um gol olímpico no Barradão. Vanderlei fez boa defesa. Na seqüência, o Santos armou o contragolpe e Ricardo Oliveira tocou pra fora, cara a cara com o goleiro Caíque.

O Leão seguia na pressão. Após cruzamento, Diego Renan tentou o arremate, a bola sobrou para Serginho que jogou para o fundo da rede, mas o arbitro assinalou impedimento. Aos 14 minutos, Vander chutou da entrada da área e a pelota passou bem perto.

Gol do Santos! Em nova trama do Peixe, Copete arrancou pela esquerda e cruzou para dentro da área. Vitor Bueno sem marcação, completou. 

Aos 23 minutos, Caíque saiu bem e conseguiu evitar o gol de Ricardo Oliveira. O Vitória sentiu o primeiro gol e buscava se reestruturar na partida. 

Gol do Vitória! Na pressão, Euller cruzou pra dentro da pequena área e Kanu escorou para o fundo da rede aos 29 minutos. Festa da torcida rubro-negra nas arquibancadas.

Gol do Santos!  Um minuto depois, Copete jogou água no chopp do Vitória. Após cruzamento do lateral Caju, o atacante marcou de cabeça, sozinho, totalmente livre de marcação. O lance foi muito questionado pelos jogadores do Vitória, já que o arbitro estava batendo papo com o técnico do Santos, no momento da cobrança rápida de falta do Peixe. 

No intervalo do jogo, alguns jogadores do Vitória foram reclamar com o arbitro. Antes mesmo da aproximação, o juiz meteu cartão amarelo em William Farias e depois, durante a aglomeração, outro cartão para Dagoberto. 

Na volta para o segundo tempo, o Leão foi para o tudo ou nada. Aos 8 minutos, Serginho cabeceia pra fora, depois do bom cruzamento do Euller. 

A torcida queria a entrada de Sherman aos 19, Mancini fez uma mudança dupla na equipe. Cárdenas e Ramalho entraram nos lugares de Dagoberto e Serginho. 

Gol do Vitória! Diego Renan cruzou da direita após receber passe do estreante Cárdenas, Kieza desviou de cabeça e Vander, de perna esquerda, balançou as redes. 2 a 2 no Barradão. 

Aos 33 minutos, Vander cruza e Cárdenas cabeceia para grande defesa de Vanderlei. 

Gol do Santos! Nova falha da defesa do Vitória, e Jean Mota apenas completou para o gol, depois de passe de Vitor Bueno. Torcedores do Vitória começam a deixar o estádio.

Aos 44 minutos, Kanu marcou de cabeça após cruzamento na área, mas o zagueiro estava impedido.

Ficha Técnica / Vitória 2 x 3 Santos

Brasileirão Série A - 16ª rodada

Local : Barradão, em Salvador (BA)

Data/Horário : 24/07/2016, às 18h30

Cartões amarelos : José Welison, Wilian Farias, Dagoberto (VIT) ; Ricardo Oliveira e Gustavo Henrique (SAN)

Gols :  Kanu (VIT) ; Vítor Bueno, Copete e Jean Mota (SAN)

Vitória : Caíque, Diego Renan, Kanu, Victor Ramos e Euller; José Welison, Willian Farias (Tiago Real) e Serginho (Cárdenas); Dagoberto (Ramallo), Vander e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

Santos : Vanderlei, Victor Ferraz,Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Caju; Renato, Léo Cittadini (Jean Mota), Lucas Lima (Fernando Medeiros), Vitor Bueno, Copete e Ricardo Oliveira (Rodrigão). Técnico: Paulo Autuori.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 2 x 3 Santos

Arbitragem : Rodolpho Toski Marque

Assistido por Guilherme Dias Camilo e Celso Luiz da Silva


Santos abre o placar


Vitória reage e empata o jogo com Kanu


Santos vira o jogo


Com gol de Jean Mota a equipe do Santos vence o Leão

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 24 de julho de 2016

BRASILEIRÃO 2016 B / BAHIA 1 x 0 LUVERDENSE


Aleluia ! Com gol de estreante, Bahia vence o Luverdense na Arena

Após três rodadas de jejum, o Bahia enfim voltou a vencer na Série B, retomando o caminho rumo à Série A de 2017. Em confronto válido pela 17ª rodada da segundona e realizado na noite deste sábado (23), na Fonte Nova, o Esquadrão bateu o Luverdense por 1 a 0, gol de Luiz Antônio devolvendo a esperança aos tricolores que compareceram ao jogo.

Com a vitória, o Bahia chegou a 24 pontos na tabela de classificação, assumindo a 8ª posição, cinco pontos atrás do 4º colocado e primeiro integrante do G-4, o Atlético-GO.

Na próxima rodada o Bahia vai a São Paulo encara o Bragantino. O confronto acontece no sábado (30), com o Esquadrão podendo se aproximar ainda mais do G-4.

O jogo

Apesar de entrar pressionado para vencer em casa, o Bahia correu perigo de sair atrás no placar contra o Luverdense. O adversário chegou com perigo antes do Esquadrão, e aos sete minutos quase abriu o placar com Tozin, que recebeu cruzamento na pequena área, mas Tiago, zagueiro que estreou pelo tricolor, conseguiu antecipar e mandar para escanteio.

Na resposta, o Bahia teve grande chance com Allano, que saiu de cara com o gol, mas bateu mal e viu o arqueiro adversário salvar aquele que seria o primeiro gol do Esquadrão.

Com o Bahia jogando no ataque, o Luverdense voltou a criar boa chance, com Régis recebendo de frente com Muriel, mas mandando longe do gol na hora da finalização.

Mais presente no ataque e pressionando a saída de bola, o Bahia foi premiado no final do primeiro tempo. Após cruzamento da esquerda, a defesa cortou mal e a sobra ficou com Luiz Antônio, que dominou e bateu bonito para colocar o tricolor na frente: Bahia 1 a 0.

Segundo tempo

O Bahia continuou melhor no início da etapa final, e teve chance de ampliar com Allano aos sete minutos. A nova contratação tricolor recebeu cruzamento e subiu sopzinho para cabecear, mas errou o gol por muito e desperdiçou a oportunidade.

Atrás no placar, o Luverdense tentou pressionar, mas esbarrou na defesa central formada por Éder e pelo estreante Tiago, que fizeram  bom jogo na Fonte.

O Esquadrão controlou bem o restante do confronto, e esteve perto de ampliar com Juninho, já nos minutos finais. O volante acertou o ângulo adversário com um belo chute, mas o goleiro Douglas Silva fez grande defesa e mandou para escanteio.

FICHA TÉCNICA / Bahia 1 x 0 Luverdense

Campeonato Brasileiro Série B – 17ª rodada

Local : Fonte Nova, às 18h30

Gol : Luiz Antônio

Bahia : Muriel; Eduardo, Tiago, Éder e João Paulo; Feijão, Luiz Antônio, Juninho e Renato Cajá; Allano e Hernane. Técnico: Guto Ferreira

Luverdense : Diogo Silva; Raul Prata, Valongo, Everton e Paulinho; Ricardo, Moacir, Jean Patrick, Régis e Rogerinho; Tozin.Técnico: Júnior Rocha

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Bahia 1 x 0 Luverdense

Arbitragem : Alexandre Vargas Tavares de Jesus

Assistido por Thiago Rosa de Oliveira e Michael Correia (todos do RJ).


Estréia do goleiro Muriel no Tricolor




Público Pagante : 2.985 e Renda de R$ 114.586,50


Destaque : Luiz Antonio estréia com um belo gol e salva o Bahia

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 17 de julho de 2016

BRASILEIRÃO 2016 D / FLU de FEIRA 0 x 0 SERGIPE


Flu de Feira empata com o Sergipe e garante classificação

Num jogo complicado, Fluminense x Sergipe empataram em 0 x 0 jogando esta noite no Estádio Joia da Princesa, pela sexta rodada da 1ª fase do Campeonato Brasileiro da Série D. O time com este resultado perdeu a liderança da chave para o Campinense . 

No começo do jogo o Sergipe assustou primeiro num chute de Davi Ceará em que o goleiro Jair voou de mão trocada tocou a bola pela linha de fundo. Na sequência, o time sergipano seguiu no ataque e o jogador Robert acabou sendo derrubado na área. O árbitro Sávio Pereira Sampaio marcou pênalti. O atacante Hiago cobrou e o goleiro Jair defendeu a penalidade máxima, evitando que o Touro do Sertão começasse atrás do marcador. 

O Sergipe continuou em cima e aos 10 minutos quase marcou: numa jogada feita pela esquerda, a bola foi cruzada por Hiago e desviada por Rafael Vila, passou assustando o goleiro Jair. Um minuto depois veio o primeiro bom ataque tricolor: Bruninho pegou a bola e lançou para Edson em profundidade, este invadiu a área chutou forte, goleiro defendeu e na sobra Carlos Alexandre salvou em cima da linha o que poderia ser o primeiro gol feirense. 

O jogo caiu um pouco em termos de movimentação, o Fluminense avançou um pouco mais a marcação e o time sergipano conteve um pouco mais o ímpeto. A partida seguiu com o Fluminense buscando acertar a marcação, mas o Sergipe manteve uma boa distribuição dentro de campo marcando bem e garantindo o 0 x 0. 

MUDANÇA

O segundo tempo começou com o Fluminense fazendo uma mudança no Fluminense: Jarbas no lugar de Flávio. O tricolor feirense foi para cima buscando estabelecer um domínio sobre o Sergipe, mas estava encontrando dificuldades para estabelecer um domínio. Por volta dos 15 minutos, Din saiu de campo vaiado para a entrada de Fausto. O jogo seguiu “encardido”  com o tricolor feirense tendo muita dificuldade para organizar jogadas e o Sergipe sempre chegando com um relativo perigo. O  tricolor feirense quase marcou aos 39 minutos com Jarbas que recebeu um bom cruzamento de Etinho e chutou forte para defesa de Giovani. O Fluminense buscou, mas o Sergipe segurou o empate em 0 x 0 e terminou na segunda colocação do grupo A-9, já que o Campinense venceu o Murici por 1 x 0 e ficou com a primeira colocação da chave. O time agora aguarda os resultados para saber a posição geral. 

Ficha Técnica / Fluminense x Sergipe 

Local – Estádio Alberto Oliveira (Joia da Princesa)

Horário – 18 horas 

Cartões Amarelos – Eduardo, Deca, Bruininho (Fluminense) Robert, Rafael (Sergipe)

Fluminense – Jair; Edson, Igor, Eduardo e Deca; Din (Fausto), Flávio (Jarbas), Alessandro Azevedo e Bruninho (Etinho); Rafael Granja e Josy.
Técnico – Arnaldo Lira. 

Sergipe – Giovani; John Lennon;  Carlos Alexandre, Thiago Papel (André) e Max; Gil Baiano, Mazinho, Davi Ceará e Rafael Vila; Robert e Hiago (Thales). 
 Técnico – Luciano Dias

Cristiano Alves - Ascom Fluminense de Feira

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Flu de Feira 0 x 0 Sergipe

Arbitragem - Sávio Pereira Sampaio (DF)

Auxiliado por Ciro Chaban  Junqueira(DF) e Leila Naiara Moreira da Cruz (DF).


Homenagem ! Força Alysson


Destaque : Jair defende pênalti do Sergipe


Flu de Feira avança, Sergipe eliminado


Decepção ! Renda –R$ 70.950,00. Público  - R$ 4.087 pagantes. 

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

segunda-feira, 11 de julho de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 0 x 0 FLUMINENSE


Vitória fica no empate com o Fluminense e fica próximo ao Z-4

O Vitória ficou no empate em 0 a 0, com o Fluminense, neste domingo (10), no Barradão. Apesar de ter sido melhor durante grande parte do jogo, o rubro-negro não conseguiu mais uma vez apresentar um exímio futebol. Com o segundo empate seguido na competição, o Leão ocupa a 12º colocação do Brasileiro com 18 pontos. Já o Fluminense é o 11º, também com 18 pontos. O Vitória volta à campo no próximo domingo (17), contra o Atlético Paranaense, na Arena da Baixada. 

O JOGO

O Vitória começou a partida ligado. Logo aos 6 minutos, Nickson chutou após ajeitada de cabeça de Kieza, para boa defesa de Diego Cavalieri. 

Aos 10, Marinho cobrou falta, a bola tocou no gramado e obrigou Cavalieri a praticar outra bela defesa.

E só dava Vitória no campo de ataque. Aos 16 minutos, Marinho sofreu falta, Dagoberto ficou com a sobra e bateu cruzado, assustando a meta do goleiro do Flu. 

O Fluminense chegou com perigo aos 18`, com uma cabeçada de Magno Alves para fora. 

Aos 31 minutos, Marinho fez grande jogada! Após dar um lençol no adversário, o atacante rubro-negro arriscou de longe para excelente intervenção de Cavalieri. 

Com a proximidade do fim do primeiro tempo, os jogadores diminuíram um pouco o ritmo, principalmente os do Vitória. Aos 44 minutos o time carioca teve sua melhor chance no primeiro tempo. Caíque tentou cortar o cruzamento e a bola sobrou nos pés de Dudu, o meia chutou da entrada da área e tirou tinta do gol rubro-negro. 

O técnico Levir Culpi fez duas alterações durante o intervalo. Saiu Osvaldo para entrada de Richarlison, e Magno Alves deu lugar ao atacante Samuel.  

O segundo tempo começou também com o rubro-negro buscando o gol. Aos dois minutos, Kieza tocou para Dagoberto, que bateu raspando a trave de Cavalieri. Parece uma sina... Dagoberto tenta, tenta, mas falta sorte nas finalizações. 

Aos 13 minutos, Diego Renan jogou a bola dentro da área, Kieza subiu e a bola sobrou para o zagueiro Victor Ramos que emendou. O goleiro do Fluminense mandou para escanteio. 

Na seqüência, aos 14 minutos, nova defesa do bom goleiro do Fluminense. 

Aos 25, o William Matheus chuta para Kanu salvar em cima da linha. No entanto, já havia sido marcado impedimento pela arbitragem. 

Contra-ataque pesado do Fluminense aos 31 minutos. Marcos Junior desceu rápido pelo lado esquerdo da defesa do Vitória e deixou Maranhão em boas condições. Caíque fez grande defesa!

Aos 40, Marinho cobrou falta buscando o ângulo, Diego Cavalieri faz grande defesa e manda pra escanteio. 


FICHA TÉCNICA

Vitória 2 x 2 Fluminense

Brasileirão Série A - 14ª rodada

Local: Barradão, em Salvador 

Data/Horário : 10/07/2016, às 19h30

Cartões amarelos : Euller (VIT), William Matheus (FLU), Wellington Silva (FLU), Kanu (VIT), Cícero (FLU), Marinho (VIT)

Vitória : Caíque; Victor Ramos, Kanu, Diego Renan e Euller; Amaral (Marcelo), Willian Farias, Nickson, Dagoberto (David), Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

Fluminense : Diego Cavalieri, Wellington Silva, Renato Chaves, Henrique e William Matheus; Douglas, Dudu (Marcos Júnior), Cícero, Maranhão, Osvaldo (Richarlison) e Magno Alves (Samuel). Técnico: Levir Culpi. 

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 0 x 0 Fluminense

Arbitragem : Marcelo Aparecido de Souza (Federação Paulista)

Assistido por Daniel Paulo Ziolli (SP) e Alberto Poletto Masseira (SP)


Maranhão ex-Bahia agora no Fluminense carioca


Vitória não consegue furar defesa


Destaque : Diego Cavalieri fechando o gol


Uma pequena torcida do Fluminense carioca no Barradão

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 26 de junho de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 1 x 1 PONTE PRETA


Com gol anulado, Leão fica no empate com a Macaca

Com um gol legal marcado por Dagoberto no fim e anulado pelo árbitro, que afirmou ter sido mão do atacante, o Vitória ficou no empate com a Ponte Preta, no Barradão. Pottker marcou para a Macaca, mas Kieza empatou.

Com o empate, o Rubro-Negro somou apenas um ponto e foi aos 13 na 15ª colocação. O Leão, que ficou a dois pontos da zona de rebaixamento, volta a campo na próxima quarta-feira (29), novamente em casa, contra o Sport.

O JOGO

O Vitória foi surpreendido logo aos oito minutos, em mais uma falha de Ramon. O zagueiro deixou Pottker dominar livre na área e tocar no canto de Fernando Miguel para abrir o placar.

Mas, o Rubro-Negro não sentiu e dominou o primeiro tempo. Aos 21 minutos, o empate saiu.

Diego Renan cobrou falta na área e o artilheiro Kieza, de joelho, mandou para as redes de João Carlos.

Na volta para o segundo tempo, Vagner Mancini precisou fazer uma alteração forçada. O jovem Gabriel sentiu o tornozelo e deu lugar a Leandro Domingues.


Mas, quem teve a primeira chance foi a Macaca. Após chute na área, a bola bateu na mão de Kanu e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Pottker parou em Fernando Miguel, que fez bela defesa.

Na jogada, o goleiro do Leão lesionou a panturrilha e minutos depois foi substituído. Caíque entrou no lugar do camisa um.

Aos 24, Dagoberto fez bela jogada, driblou dois marcadores e chutou colocado. A bola passou raspando a trave.

No último minuto, Após cabeçada de Kieza na área, Dagoberto dominou no peito e marcou o que seria o segundo. Mas, o o árbitro enxergou uma mão inexistente e anulou o gol do Vitória.

Ficha Técnica / Vitória 1 x 1 Ponte Preta

Brasileirão Série A - 11ª rodada

Local : Barradão, em Salvador (BA)

Data/Horário : 26/06/2016, às 16h

Cartões amarelos : Kanu, Diego Renan (VIT); Felipe Azevedo, Matheus Jesus (PON)

Gols : Pottker (PON); Kieza (VIT)

Vitória : Fernando Miguel (Caíque); Diego Renan, Ramon, Kanu e Euller; Amaral (Marcelo), William Farias e Tiago Real; Dagoberto, Kieza e Gabriel (Leandro Domingues). Técnico: Vagner Mancini.

Ponte Preta : João Carlos; Jeferson, Fábio Ferreira, Kadu e Reinaldo; João Vitor, Renê Júnior, Matheus Jesus e Clayson (Nino Paraíba); Felipe Azevedo e William Pottker. Técnico: Eduardo Batista.

Fotos Exclusivas por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 1 x 1 Ponte Preta

Arbitragem : Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)

 Assistido por Clóvis Amaral da Silva (PE) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE)


Vitória teve dois gols reclamados e anulados


Destaque : Fernando Miguel defendeu um pênalti


Devido as chuvas um público muito fraco no Barradão

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte