segunda-feira, 7 de agosto de 2017

BRASILEIRÃO 2017 A / BAHIA 2 x 1 SÃO PAULO


Bahia vence o São Paulo e respira no Brasileirão

Precisando de uma vitória para se manter fora da zona de rebaixamento, o Bahia conseguiu derrotar um rival direto na briga contra a queda, na tarde deste domingo (06), na Fonte Nova. Em partida válida pela 19ª rodada da Série A, o Esquadrão manteve a tradição de se dar bem contra o São Paulo, batendo os ‘fregueses’ por 2 a 1, contando com gols de Régis e Mendoza, enquanto os paulistas descontaram com Hernanes, de pênalti.

O resultado afastou o Bahia do Z-4. O time que ainda é comandado pelo interino Preto Casagrande agora ocupa a 13ª posição na tabela de classificação, e ainda podendo cair uma casa até o final da rodada.

N próxima rodada o Bahia pega o Atlético-PR, em partida agendada para acontecer no domingo (13), na Arena da Baixada.  

O JOGO
                                                                       
Tentando voltar a ser temido na Fonte Nova, o Bahia foi para cima do São Paulo. O Esquadrão assustou pela primeira vez aos seis minutos, com Edson arriscando chute de muito longe e pegando forte na bola, mas ela foi para fora.

O São Paulo respondeu aos nove, com Marcinho. O atacante recebeu de Pratto após erro na saída de bola do Bahia, mas na hora de bater tirou demais do goleiro Jean e mandou pela linha de fundo.

Conseguindo segurar a pressão do Esquadrão, os paulistas equilibraram as ações e passaram a assustar nos contra-ataques. Na melhor chance, o adversário do Bahia aproveitou erro de Armero para chegar em velocidade com Cueva, que desceu pela esquerda e bateu com a bola passando com muito perigo ao lado do gol de Jean, que estava batido no lance.

Pior em campo e com a torcida já pegando no pé de Armero, o Bahia abriu o placar e ampliou em apenas dois minutos, garantindo vantagem para o segundo tempo na Fonte Nova. O primeiro saiu após lance em que Rodrigão recebeu de Mendoza e cruzou para o meio, com Régis contando com a falha da zaga são-paulina para aproveitar sobra na pequena área: Bahia 1 a 0.

Três minutos depois de abrir o marcador, o Bahia contou novamente com Rodrigão, que aproveitou novo cochilo dos paulistas e roubou a bola no campo de ataque. A sobra ficou com Zé Rafael, que passou para Régis e daí a Mendoza, que só precisou completar a jogada: Bahia  a 0.

Enquanto  torcida ainda comemorava os dois gols seguidos na Fonte, o São Paulo teve pênalti marcado pela arbitragem, que apontou falta do goleiro Jean em Pratto na área. Hernanes cobrou rasteiro para diminuir e recolocar os paulistas na partida: Bahia 2 x 1 São Paulo.

Segundo tempo

O Bahia voltou se defendendo bem após o intervalo, com o São Paulo buscando o empate mas sem conseguir chegar perto do gol de Jean. Foi o Bahia quem teve a primeira boa chance no segundo tempo, com Rodrigão invadindo a área mas finalizando nas mão do goleiro São Paulino, em contra-ataque que poderia ter servido um companheiro melhor colocado para a finalização.

Aos 23 minutos, o São Paulo reclamou de pênalti não marcado no zagueiro Militão sendo puxado pela camisa pelo volante Edson, mas a arbitragem mandou seguir.

O São Paulo colocou o time todo no ataque, mas o Bahia mostrou boa postura defensiva, conseguindo segurar as investidas paulistas. O Esquadrão teve maior posse de bola e gastou bem o tempo até o apito final para garantir os três pontos em casa.

FICHA TÉCNICA

Bahia 2 x 1 São Paulo

Brasileirão - 19ª rodada

Local : Fonte Nova, às 16h

Bahia : Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Armero; Renê Júnior, Edson e Régis; Zé Rafael, Mendoza e Rodrigão. Técnico: Preto Casagrande

São Paulo : Renan Ribeiro, Araruna, Arboleda, Éder Militão e Edimar; Jucilei, Petros e Hernanes; Marcinho, Cueva e Lucas Pratto. Técnico: Dorival Júnior.

Fotos por Marcelo Oliveira


Trio de Arbitragem : Bahia 2 x 1 São Paulo

Árbitro : João Batista de Arruda (RJ)

Assistentes : Luiz Cláudio Regazone e Eduardo de Souza Couto


Torcida do São Paulo


Régis abre o placar


Mendoza faz primeiro gol com a camisa tricolor


São Paulo faz um gol de pênalti


Números de Bahia X São Paulo, na Arena Fonte Nova

Público pagante: 24.082 / Renda : R$ 667.377,00

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


domingo, 23 de julho de 2017

BRASILEIRÃO D 2017 / FLU de FEIRA 3 x 3 JUAZEIRENSE


Emocionante ! Flu de Feira fica no empate com a Juazeirense

Com seis gols no Joia da Princesa, em Feira de Santana, Fluminense e Juazeirense protagonizaram um duelo agitado na tarde deste domingo (23) nas oitavas da Serie D do Campeonato Brasileiro.  

O primeiro tempo foi muito disputado e resultou no empate de 1 x 1. As duas equipes voltaram para um segundo tempo que foi marcado com muitas emoções, o que foi uma demonstração de garra do time visitante, que conseguiu um empate em 3 x 3  no apagar das luzes.

Os gols do Fluminense foram marcados por Jonathas Obina (2) e Rafael granja (1).

O Fluminense chegou a ficar na vantagem por duas vezes, mas não jogou o suficiente para segurar a reação do time de Juazeiro que vem correspondendo com boas apresentações fora dos seus domínios

O placar de 3 a 3 coloca a Juazeirense em vantagem mais uma vez. No jogo do próximo sábado, no Adauto Moraes, o Cancão de Fogo, além de jogar em casa, tem a vantagem do empate.

O zagueiro Emílio da Juazeirense foi expulso nos minutos finais e é um dos desfalques para a partida decisiva, no sábado, em Juazeiro. O jogagor Breno do Flu, também foi expulso.

O público pagante no Jóia da Princesa não foi o esperado pela diretoria do Fluminense. 5.864 pagaram ingressos, para uma renda 55.200,00

Ficha Técnica / Fluminense 3 x 3 Juazeirense 

Local – Estádio Jia da Princesa 

Horário – 16 horas 

Fluminense – Jair; Edson, Breno, Eduardo e Gilmar; Gil Baiano (Pedrinho, Memo, Davi Ceará (Rafael Xavier) e Rafael Granja; João Neto (Kleynisson) e Jonathas Obina.  
Técnico – Paulo Foiani. 

Juazeirense - Rodolfo;. Nem, Emílio, Silvio e Misso; Waguinho (Capone), Júnior Gaúcho, Candinho (Capone) e Juninho Tardelli; Rayllan e Robert (Alecsandro)
Técnico: Carlos Rabello

Informações Acorda Cidade / Fotos Marcelo Oliveira


Trio de Arbitragem : Flu de Feira 3 x 3 Juazeirense

Arbitragem – Célio Amorim (SC)

 Auxiliado por Eder Alexandre (SC) e Jonny Olibeira (SC)


Chegada do Flu de Feira no estádio joia da princesa


Campanha Juntos com Alice


Robert abre o placar pra a Juazeirense


Jonatas Obina empata o placar


Juazeirense passa a frente do placar


Flu de Feira vira o placar em 3 x 2


Emílio empata a partida

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


BRASILEIRÃO 2017 A / VITÓRIA 1 x 2 CHAPECOENSE


E agora ? Vitória perde pra Chapecoense e se afunda cada vez mais

O estrago feito gestão do afastado Ivã de Almeida segue prejudicando o Vitória na Série A. Neste sábado o rubro-negro voltou a decepcionar, desta vez em jogo válido pela 16ª rodada, sendo derrotado pela Chapecoense em pleno Barradão, por 2 a 1, resultado que manteve o time afundada na zona de rebaixamento do Brasileirão.

Durante a partida, os Galáticos revelaram com exclusividade a ocntratação de Paulo César Carpegiani para o cargo de treinador. Ele foi demitido do Coritiba em fevereiro de 2017, e volta ao clube de onde saiu muito criticado em 2009, por conta das ‘experiências’ fracassadas naquela temporada.

Após duas derrotas em casa o rubro-negro tem o Cruzeiro como próximo adversário. O duelo com os mineiros está agendado para domingo (30), no Mineirão.

O jogo

Desesperado com a presença na zona de rebaixamento, o Vitória até tentou pressionar a Chapecoense no Barradão. Aos 16 minutos de jogo Uillian Correia esteve perto de abrir o placar com um chute de fora da área, que contou com desvio a acabou indo para fora.

O rubro-negro chegou a abrir o placar no lance seguinte, mas a arbitragem anulou o tento marcado por Kanu, que aproveitou o rebote do goleiro Jandrei, mas estava impedido.

Aos 26 minutos, a situação do Leão se complicou. Geferson atrasou mal a bola para Caíque, que falhou feio na hora de ‘encaixar’ a bola. O jovem goleiro rubro-negro deixou a bola passar e acabou fazendo falta no atacante adversário que pressionou no lance. Pênalti que Reinaldo bateu firme para abrir o placar: Chape 1 a 0.

Apesar de pressionar, o Vitória voltou aos vestiários da Toca sendo derrotado pela Chapecoense, que também voltou a assustar nos contra-ataques.

Segundo tempo

Também de pênalti, o Vitória empatou a partida aos 13 minutos da etapa final. A bola tocou na mão de Douglas Grolli dentro da área e Neílton não perdoou na cobrança da penalidade: Vitória 1 x 1 Chape.

A felicidade rubro-negra durou pouco, com a Chepecoense voltando a marcar apenas dois minutos depois. A defesa do Vitória parou após lançamento e Lorency, que tinha acabado de entrar, não teve dificuldades para vencer Caíque: Chape 2 a 1.

A exemplo do que aconteceu no primeiro tempo, o Vitória voltou a ter um gol anulado na etapa final. André Lima recebeu lançamento, dominou e mandou para o fundo das redes, mas a arbitragem apontou impedimento.

FICHA TÉCNICA

Vitória 1 x 2 Chapecoense

Local : Barradão, às 16h

Vitória : Caíque, Caíque Sá, Wallace, Kanu e Geferson; Uillian Correia, Yago, Fillipe Soutto e Carlos Eduardo; Neilton e Tréllez. Técnico: Flávio Tanajura.

Chapecoense : Jandrei, Apodi, Douglas Grolli, Victor Ramos e Reinaldo; Moisés Ribeiro, Andrei Girotto, Lucas Marques, Luiz Antônio e Seijas; Arthur Caike. Técnico: Vinicius Eutrópio.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 1 x 2 Chapecoense

Árbitro : Marcelo de Lima Henrique (RJ)

Assistentes : Dibert Pedrosa  (RJ)e Michel Correia (RJ)

Assistentes adicionais : Leonardo Garcia Cavaleiro (RJ) e Carlos Eduardo Nunes (RJ)


Chape abre o placar de pênalti


Neilton faz gol de pênalti


Gol da Chape


Torcida faz protesto


Pouco mais de 5 mil torcedores pagaram ingressos

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

segunda-feira, 17 de julho de 2017

BRASILEIRÃO D 2017 / FLU de FEIRA 0 x 0 CAMPINENSE


Flu de Feira empata com Campinense e avança de fase na série D

O Fluminense de Feira eliminou na tarde deste domingo (16) o Campinense da Paraíba ao empatar em 0 a 0 ,no Joia da Princesa pela Série D do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o Fluminense avançou para a próxima fase da competição.

A partida começou com o Fluminense pressionando o adversário e desperdiçando chances de gols com João Neto e Obina. Os lances perigosos do Fluminense acordaram o Campinense, que pressionou algumas vezes.

O segundo tempo já começou movimentado com a raposa fazendo jogadas perigosas chutando no gol, mais o tricolor feirense contou com boas defesas do goleiro Jair. Seis mil torcedores compareceram ao Joia da Princesa, proporcionando uma renda de R$ 60.000 (sessenta mil reais).

Classificado para as oitavas, haverá confronto contra a Juazeirense, que se classificou no último sábado, eliminando o Jacobina. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definirá datas e horários do confronto estadual na competição.

Texto : Ed Santos / Acorda Cidade e Fotos por Marcelo Oliveira


Trio de Arbitragem : Flu de Feira-BA 0 x 0 Campinense-PB

Árbitro : Eduardo de Santana Nunes - SE (CBF)

Árbitro Assistente 1 : Vaneide Vieira de Gois - SE (CBF)

Árbitro Assistente 2 : Daniel Vidal Pimentel - SE (CBF)

Quarto Árbitro : Joedson de Jesus Oliveira - BA (CBF)


Um jogo sem grandes emoções


Flu de Feira leva perigo nesta jogada


Torcida faz a festa e Flu de Feira passa a próxima fase

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


segunda-feira, 10 de julho de 2017

BRASILEIRÃO 2017 A / BAHIA 1 x 1 FLUMINENSE


Bahia consegue empate com o Fluminense-RJ e é vaiado na Arena

O Bahia chegou ao sétimo jogo sem vencer na Série A do Brasileirão neste domingo (09). Apesar de jogar em casa, o Esquadrão não conseguiu superar o Fluminense, empatou em 1 a 1 e acabou vaiado na Fonte Nova, onde o time treinado por Jorginho saiu atrás no placar ainda no início da partida e só chegou ao empate na reta final do confronto.

Wellington Silva marcou para o time carioca e João Paulo empatou para o Bahia, que apesar de não vencer conseguiu deixar a zona de rebaixamento e empurra o rival Vitória, que venceu na rodada.

O jogo

Logo na primeira vez que chegou ao ataque, o Fluminense abriu o placar na Fonte Nova. O Bahia tinha o controle do jogo mas não traduziu em chances, com o Flu aproveitando erro do meia Vinícius, que perdeu a bola para Lucas, que cruzou na área encontrando Wellington Silva livre de marcação, aproveitando sobra na pequena área: Fluminense 1 a 0.

O Bahia seguiu mandando no jogo e teve grande oportunidade de empatar aos 26, quando Vinícius deixou Mendonza livre para marcar, mas o colombiano errou a tentativa de ‘peixinho’ e cabeceou para fora.

Segundo tempo

Principal jogador do Bahia, Régis teve boa chance aos 10 minutos da etapa final. O meia pegou sobra de bola na área mas a bola caiu no pé direito, que não é o bom, com a finalização saindo para fora.

Apesar de ter mais posse de bola, o Bahia acabou sendo vaiado pela própria torcida, que cobrou do time treinado por Jorginho ainda com a bola rolando.

Mais presente no campo de ataque, o Bahia chegou ao empate através de uma aposta do treinador Jorginho. João Paulo, que entrou no lugar de Zé Rafael, acertou belo chute da entrada da área aos 38 minutos, surpreendendo o goleiro Júlio César, que pulou mas não achou: Bahia 1 x 1 Fluminense.

FICHA TÉCNICA

Bahia 1 x 1 Fluminense

Brasileirão - 12ª rodada

Local : Fonte Nova, às 16h

Bahia : Jean, Eduardo, Lucas Fonseca, Tiago e Armero; Renê Júnior e Matheus Sales e Régis; Zé Rafael, Mendoza e Vinícius. Tècnico: Jorginho

Fluminense : Júlio César, Lucas, Henrique, Reginaldo e Mascarenhas; Orejuela, Marlon Freitas e Gustavo Scarpa; Marquinhos Calazans, Wellington e Henrique. Técnico: Abel Braga

Fotos por Marcelo Oliveira


Trio de Arbitragem : Bahia 1 x 1 Fluminense

Árbitro : Flávio Rodrigues de Souza (SP)

Assistentes : Daniel Paulo Ziolli e Daniel Luis Marques (SP)

Assistentes adicionais : Leandro Bizzio Marinho e Rafael Gomes Félix da Silva (SP)


Fluminense do Rio abre o placar


Bahia reclama pênalti


Pablo Armero no estilo


Rodrigão faz sua estréia


João Paulo fez o gol de empate


Torcida vaia o Bahia após empate

Público Pagantes : 18.267 e Renda : R$ 427.932,50

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

segunda-feira, 3 de julho de 2017

BRASILEIRÃO 2017 A / VITÓRIA 0 x 0 BAHIA


Vitória fica no empate com o Bahia e se mantém na Z-4

Em um BA-VI fraco tecnicamente, mas com amplo domínio do Vitória, as chances desperdiçadas impediram um triunfo do time da casa. No Barradão, o clássico baiano terminou em empate sem gols, neste domingo (2).

O resultado, porém, foi comemorado pelo Tricolor. Com a derrota do São Paulo para o Flamengo, o Esquadrão, com seus 11 pontos deixou zona de rebaixamento e assumiu a 16ª colocação. Já o Leão, com seus nove pontos ganhos permaneceu na 18ª colocação, dentro do Z-4.

Agora, os comandados de Alexandre Gallo voltam a campo no próximo sábado (8), diante do Atlético-GO, em Goiânia. Os comandados de Jorginho recebem o Fluminense, no domingo (9), na Arena Fonte Nova.

O JOGO

O Vitória foi melhor no primeiro tempo e teve mais chances de marcar. Logo aos cinco minutos, Kieza recebeu lançamento na área, dominou no peito e chutou. Jean fez boa defesa. No rebote, Yago tentou completar e o goleiro fez grande defesa para evitar.

Um minuto depois, em cobrança de escanteio, o Rubro-Negro assustou mais uma vez. André Lima desviou de cabeça e tirou tinta da trave.

Aos 22 minutos, os donos da casa sofreram uma baixa. Kieza foi derrubado por Eduardo, o árbitro não marcou falta, mas o atacante caiu sobre o braço e levou a pior. K-9 precisou deixar o campo e deu lugar a David.

Logo na sua primeira jogada, o atacante serviu André Lima na pequena área. O centroavante desviou de cabeça e Jean fez uma defesa espetacular.

Já o Bahia teve sua melhor oportunidade apenas aos 42 minutos. Após saída de bola errada de Willian Farias, Régis recebeu livre na área, mas tentou driblar Ramon, foi desarmado e desperdiçou a chance.

O Vitória também voltou melhor para o segundo tempo e quase marcou aos 20 minutos. David fez jogada individual, driblou dois marcadores, entrou na área e chutou forte. Jean se esticou e espalmou para salvar.

Aos 24, o Rubro-Negro teve mais uma chance após um bate-rebate na área. A bola sobrou para Kanu na pequena área, mas o zagueiro chutou torto e mandou para fora.

Já aos 30, David fez boa jogada pela direita e cruzou rasteiro. Tiago cortou errado e deu de graça para André Lima. O atacante pegou de primeira, mas a bola desviou na zaga.

Aos 38, o Leão perdeu a melhor chance do jogo. Após roubada de bola na lateral, Yago serviu André Lima na área. Sozinho e sem marcação, o atacante desperdiçou ao chutar em cima de Jean.

Ficha Técnica

Vitória 0 x 0 Bahia

Brasileirão Série A - 11ª rodada

Local: Barradão, em Salvador (BA)

Data/Horário: 02/07/2017, às 16h

Arbitragem : Raphael Claus (FIFA/SP) 

Assistido por Alex Ang Ribeiro (CBF/SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (FIFA/SP)

Cartões amarelos : André Lima, Kanu, Willian Farias, Geferson, Patric (VIT); Zé Rafael, Tiago, Allione (BAH)

Vitória : Fernando Miguel; Patric, Kanu, Ramon e Geferson; Willian Farias, Cleiton Xavier (Neilton), Yago e Carlos Eduardo (Gabriel Xavier); Kieza (David) e André Lima. Técnico: Alexandre Gallo.

Bahia : Jean; Eduardo, Tiago Eder e Armero; Matheus Sales, Renê Junior e Régis (Vinicius); Allione (Douglas), Zé Rafael (Juninho) e Mendoza. Técnico: Jorginho.

Fotos por Marcelo Oliveira


Trio de Arbitragem : Vitória 0 x 0 Bahia

Arbitragem : Raphael Claus (FIFA/SP) 

Assistido por Alex Ang Ribeiro (CBF/SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (FIFA/SP)


Jogadores se unem antes do jogo


Jean goleiro do Bahia melhor em campo


Karatê Kid ?


Pouco mais de 11 mil torcedores no Ba-Vi

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

segunda-feira, 26 de junho de 2017

BRASILEIRÃO 2017 A / BAHIA 0 x 1 FLAMENGO


E agora ? Bahia perde para o Flamengo e fica na zona do rebaixamento

Sensação do início do campeonato, o Bahia já começa a se complicar na Série A. Neste domingo (25), o Tricolor voltou a sofrer derrota, desta vez para o Flamengo, por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, e entrou pela primeira vez na zona de rebaixamento.

Berrío, no segundo tempo marcou o único gol da partida. O time baiano ainda ficou na bronca com a arbitragem pela expulsão de Lucas Fonseca aos 30 minutos da etapa inicial.

Com o resultado, o Esquadrão ficou com seus oito pontos e caiu para a 17ª colocação, dentro do Z-4, a apenas dois pontos à frente do Vitória, seu próximo adversário. O clássico BAVI, no Barradão, será realizado no próximo domingo (2).

O JOGO

O Bahia começou assustando e quase marcou logo aos nove minutos. Zé Rafael roubou bola na intermediária e arriscou o chute. A redonda passou rente à trave.

Mas, aos 30 minutos, o Tricolor se complicou ao ficar com um homem a menos. Em dividida de bola com Guerrero, Lucas Fonseca deixou o braço e acabou iniciando discussão com o peruano. 

Os dois foram advertidos com cartão amarelo, mas, como já tinha recebido um, o zagueiro tricolor foi expulso de campo. Com um homem a menos, Jorginho foi obrigado a recompor a zaga e colocou Rodrigo Becão no lugar de Vinicius.

Ainda assim, o Esquadrão conseguiu levar perigo ao Flamengo. Aos 44, Allione recebeu bola na entrada da área e chutou forte. Thiago se esticou todo para espalmar e evitar.

No segundo tempo foi o Bahia quem também assustou primeiro. Aos dez minutos, Allione fez boa jogada na entrada da área e foi derrubado. O árbitro marcou falta. Na cobrança, Juninho chutou forte e tirou tinta da trave.

Mas, após minuto de jogo truncado, o time carioca chegou ao gol aos 27 minutos. Everton Ribeiro serviu Berrío na área e o colombiano chutou forte cruzado para fazer o único gol da partida.

Ficha Técnica

Bahia 0 x 1 Flamengo

Brasileirão Série A – 10ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data/Horário: 25/06/2017, às 18h30

Cartões amarelos : Lucas Fonseca, Matheus Sales (BAH); Everton Ribeiro, Guerrero, Rodinei (FLA)

Cartões vermelhos : Lucas Fonseca (BAH)

Gols : Berrío (FLA)

Bahia : Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Sales, Juninho e Vinícius (Becão); Allione (Régis Souza), Zé Rafael e Edigar Junio (Mendoza). Técnico: Jorginho.

Flamengo : Thiago; Rodinei, Rhodolfo, Rafael Vaz e Trauco; Márcio Araújo, Willian Arão (Berrío), Diego, Éverton Ribeiro (Cuellar) e Matheus Sávio (Vinicius Jr); Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Bahia 0 x 1 Flamengo

Árbitro : Igor Junio Benevenuto (MG).

Assistentes : Márcio Eustáquio Santiago e Celso Luiz da Silva (MG)


Torcida do Flamengo lotou a Arena


Bahia mais uma vez não joga bem


Gol do Flamengo cala a torcida tricolor


Mais um derrota na Arena Fonte Nova

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

segunda-feira, 19 de junho de 2017

BRASILEIRÃO 2017 A / BAHIA 2 x 2 PALMEIRAS


Bahia perde jogo e invensibilidade para o Palmeiras na Arena Fonte Nova

No retorno do Bahia à Arena Fonte Nova, após dois jogos fora de casa, o resultado foi o pior possível. Neste domingo (18), o Tricolor perdeu por 4 a 2 para o Palmeiras, em partida válida pela 8ª rodada da Série A. Essa foi a primeira derrota do time baiano atuando na Arena Fonte Nova, neste Brasileirão. Até então, eram três jogos e três vitórias.

Sem as presenças de Régis e Allione, o time se tornou uma presa fácil. O primeiro gol do Palmeiras saiu aos 17 minutos, em pênalti mal assinalado pelo árbitro. O atacante Roger Guedes bateu no canto e abriu o placar. A partida seguia equilibrada, com uma marcação forte do time paulista, até que o Bahia resolveu agredir. Aos 44, blitz Tricolor e Vinicius deixou tudo igual. 

Na segunda etapa o time do técnico Jorginho voltou completamente desligado. Aos 3 minutos, Keno emendou um belo chute, colocando o Palmeiras à frente do placar novamente. Aos 37, Jean bateu falta, Juninho cabeceou e Mina completou para o gol, de carrinho: 3 a 1. Dois minutos depois, João Paulo, que entrou no lugar de Juninho, aproveitou falha do zagueiro Juninho e descontou. Sem forças para igualar o marcador, o Esquadrão ainda sofreu o quarto gol, anotado por Willian. Esquadrão deixou o estádio criticado pela torcida. 

O Bahia volta a campo na próxima quinta-feira (22), às 19h30, contra o Corinthians. O duelo será válido pela 9ª rodada do Brasileirão. 

FICHA TÉCNICA

Bahia 2 x 4 Palmeiras

Brasileirão – 8ª rodada

Local: Fonte Nova, às 16h

Cartões amarelos : Régis Souza (BAH) / Keno, Willian, Roger Guedes e Juninho (PAL)

Gols : Roger Guedes, Keno, Mina e Willian (PAL) / Vinicius e João Paulo (BAH)

Bahia : Jeanzinho, Eduardo, Tiago, Rodrigo Becão e Matheus Reis (Armero); Renê Júnior, Juninho (João Paulo) e Vinícius (Gustavo Ferrareis); Zé Rafael, Mendoza e Edigar Junio Técnico: Jorginho.

Palmeiras : Prass, Mayke (Tchê Tchê), Yerry Mina, Juninho e Egídio; Thiago Santos (Luan), Jean, Alejandro Guerra; Willian, Roger Guedes e Keno (Erick). Técnico: Cuca.

Fotos por Marcelo Oliveira


Trio de Arbitragem : Bahia 2 x 2 Palmeiras

Arbitragem : Rodolpho Toski Marques (PR) 

Assistido por Bruno Boschilia e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR).

Assistentes adicionais: Paulo Roberto Alves Junior e Fábio Filipus.


Palmeiras abre o placar de pênalti com Roger Guedes


Vinicius empata o jogo


Keno faz o segundo gol


Palmeiras marca mias um gol


Gol do Palmeiras fechando o placar


Gol do Bahia com João Paulo


Público Pagantes 33.186

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte