segunda-feira, 19 de setembro de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 0 x 1 BOTAFOGO


Vitória perde para o Botafogo e pode voltar ao Z-4

Como diz a célebre frase do técnico Muricy Ramalho, “a bola pune”. O Vitória comprovou isso da forma mais dura possível na noite deste domingo (18), no Barradão, na derrota por 1 a 0 para o Botafogo. Dono das ações do jogo, o rubro-negro viu o goleiro Sidão fazer grandes defesas, pegar pênalti, e ainda o Alvinegro fuzilar sua meta em uma única oportunidade clara de gol na primeira etapa. Competência do goleiro carioca ou incompetência do Vitória, o fato é que a zona do rebaixamento voltou a convidar o time baiano. Um triunfo do Internacional amanhã (19), contra o América-MG, empurra o Leão para o Z4. 

O revés marca a estreia do técnico Argel Fucks diante da torcida rubro-negra. Victor Ramos, que foi relacionado após decisão contrária sobre sua suspensão, ficou no banco de reservas. 

Com o triunfo, o Botafogo se afasta definitivamente da zona de rebaixamento e se aproxima do pelotão da frente.  

O rubro-negro volta à campo no próximo domingo (25), contra o São Paulo, às 16h, no Barradão. Já o clube carioca, vai até Minas Gerais no próximo sábado (24), para encarar o América-MG. 

PRIMEIRO TEMPO

O jogo começou bastante equilibrado, e a primeira chance só apareceu aos 10 minutos, com Cárdenas arriscando de longe. Em seguida, aos 11, o meia cruzou para o atacante Marinho, que cabeceou nas mãos do goleiro Sidão. 

E só dava Vitória! Aos 15, Cárdenas fez boa jogada e tocou para dentro da área, a bola sobrou para Kieza que chutou prensado com o zagueiro.

Quase! Aos 27 minutos, Marinho recebeu ótimo passe e tentou o cruzamento, a bola desviou do zagueiro e quase encobriu o goleiro do Botafogo, que fez ótima defesa. 

Aos 31, Marinho cobrou falta rasteira, a bola desviou na zaga e Sidão defendeu com os pés!

Pênalti! Aos 40,  Zé Love invadiu a pequena área e foi puxado por Victor Luis. O árbitro catarinense assinalou a penalidade e puniu o atleta do Botafogo com cartão amarelo. 

A bola não queria entrar. Diego Renan foi para a cobrança, bateu forte no canto, mas Sidão fez grande intervenção. 

A bola pune!  Dois minutos depois, aos 42 minutos, na sua única grande chance, o Botafogo abriu o placar com Rodrigo Pimpão. Diogo Mateus, Vinicius e Fernando Miguel, fizeram a maior lambança e o rubro negro foi para os vestiários perdendo o jogo. 

SEGUNDO TEMPO

Nos primeiros minutos do segundo tempo, já ecoavam vaias ao time no Barradão. A impaciência da torcida era visível e audível.

Perdeu! Aos 16, Diego Renan chuta cruzado e Sidão defende. No rebote, Kieza acerta a trave e Zé Love emenda por cima do gol.

Em seguida, Marinho fez boa jogada individual e chutou para o gol. A bola desviou na defesa do time carioca. 

Aos 24 minutos, Argel sacou Cárdenas e pôs mais um atacante no jogo, o Deivid.

O Vitória seguia pressionando, ainda que de maneira desordenada, mas tinha maior posse de bola.

Aos 35, Vander entra no lugar do lateral Diogo Mateus. 

Chegou o Botafogo. Aos 36 minutos, Victor Luis recebe a bola na área, dribla Vinicius e quase consegue tocar para Camilo. A zaga rubro-negra afasta.

Ficha técnica / Vitória 0 x  1 Botafogo

Data : Domingo, 18 de Setembro

Local/Horário : Estádio Barradão- Salvador,  ás 18h30

Vitória : Fernando Miguel; Diogo Mateus (Vander), Ramon, Vinicius e Diego Renan; Willian Farias, Marcelo (Serginho) e Cárdenas (Deivid); Kieza, Marinho e Zé Love. 

Botafogo : Sidão, Emerson Santos, Carli, Emerson Silva, Victor Luís; Diérson, Dudu Cearense (Rodrigo Lindoso), Diogo Barbosa, Camilo; Rodrigo Pimpão e Canales (Gervásio Núñez).

 Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 0 x 1 Botafogo

Arbitragem : Rodrigo Alonso Ferreira 

Auxiliado por Henrique Neu Ribeiro e Johnny Barros de Oliveira.


Vitória começa bem a partida


Diego Renan desperdiça um pênalti


Botafogo vence apertado


Sinal de Alerta


O técnico Argeu lamenta derrota

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 18 de setembro de 2016

BRASILEIRÃO 2016 B / BAHIA 4 x 2 GOIÁS


Bahia goleia o Goiás e entra no G-4

Mesmo sem mostrar um grande futebol neste sábado (17), o Bahia conseguiu uma importante vitória na luta para voltar à Série A do Brasileirão. O Esquadrão bateu o Goiás na Fonte Nova por 4 a 2 e assumiu o 4º lugar no G-4 da competição, contando com gols de Juninho, Cajá e Hernane e Edigar Junio, enquanto o goleiro Márcio, de pênalti, e Léo Gamalho descontaram para os goianos.

Na próxima rodada o Bahia vai a Maceió, enfrentar um dos adversários na briga pelo acesso. O tricolor pega o CRB, que assim como Avaí, Londrina e Ceará também soma os mesmos 39 pontos do Esquadrão na tabela. O confronto entre alagoanos e baianos acontece no sábado (24), no estádio Rei Pelé.

O jogo

Empurrado pela torcida que lotou a Fonte Nova, o Bahia não poderia iniciar melhor o duelo contra os goianos. Logo no primeiro minuto, o Esquadrão teve escanteio a seu favor, e Juninho caprichou na cobrança para surpreender o goleiro Márcio, velho conhecido do tricolor, que não esperava a cobrança direto para o gol olímpico: Bahia 1 a 0.                                          

Juninho estava com tudo, e apenas cinco minutos depois arriscou de fora da área e acertou a trave do Goiás. Na pressão, Hernane foi mais um que tentou de fora da área, mas mandou para fora.

Apesar de dominar todas as ações, o Bahia acabou sofrendo o empate na primeira vez que o Goiás chegou com perigo. Aos 21 minutos, Edigar Junio tentou ajudar na defesa mas acabou atrapalhando: o atacante tentou desarmar mas chutou o adversário. Pênalti, que o goleiro Márcio aproveitou para se redimir do erro no gol olímpico que levou batendo com categoria, sem chances para Muriel. Bahia 1 x 1 Goiás.

Segundo tempo

Vaiado na primeira etapa, Allano deu lugar a Victor Rangel, com o Esquadrão indo para cima do adversário.

A primeira grande chance veio aos 10 minutos, quando a arbitragem marcou pênalti inexistente em Hernane. O próprio ‘Brocador’ foi para a cobrança e perdeu, com Márcio defendendo. No rebote a bola se ofereceu ao centroavante, que parou em Márcio novamente.

Apagado no confronto, Renato Cajá apareceu para resolver o jogo para o Esquadrão. Aos 15, em jogada pessoal, o meia fez o que quis na área adversária, puxou para a esquerda e bateu firme para vencer Márcio: Bahia 2 a 1.

Muito cobrado pela torcida, Hernane também deixou o dele. Aos 22, o Brocador aproveitou sobra depois da jogada de Victor Rangel na área e ampliou: Bahia 3 a 1.

Para completar os gols tricolores, Edigar Junio aproveitou bobeira da defesa goiana aos 32 minutos, tendo apenas o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes: Bahia 4 a 1.

O Goiás ainda conseguiu diminuir, através de um atleta que não deixou saudades no Fazendão. Léo Gamalho, atacante que entrou no decorrer do jogo, aproveitou cobrança de escanteio para vencer Muriel: Bahia 4 a 2.

FICHA TÉCNICA / Bahia 4 x 2 Goiás

Campeonato Brasileiro Série B – 26ª rodada

Local : Fonte Nova às 18h30

Gols : Juninho, Cajá, Hernane e Edigar Junio (Bahia); Márcio e Léo Gamalho (Goiás).

Bahia : Muriel, Eduardo, Tiago, Jackson e Moisés; Luiz Antônio,Juninho e Renato Cajá; Allano, Edigar Junio e Hernane. Técnico: Guto Ferreira.

Goiás : Márcio, Sueliton, Felipe Macedo, Alex Alves e Felipe Saturnino; Adriano, Patrick e Léo Sena; Carlos Eduardo, Rossi e Marcão. Técnico: Gilson Kleina.   

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte     
                        

Trio de Arbitragem : Bahia 4 x 2 Goiás

Arbitragem : Luís Teixeira Rocha

Assistido por Jorge Eduardo Bernardi e Maurício Coelho Silva Penna (todos do RS)


Juninho marca um gol olímpico na Arena Fonte Nova


Goleiro Márcio marca de pênalti o gol de empate


Hernane perde o pênalti


Bahia reage e Edigar Junio deixa seu gol


Hernane se supera, faz um gol e desabafa


Torcida comemora a vitória e entra no G-4

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 11 de setembro de 2016

BRASILEIRÃO 2016 A / VITÓRIA 1 x 2 FLAMENGO


E agora ? Vitória perde pra o Flamengo de virada e série B se aproxima

A Série B do Brasileirão está cada vez mais próxima do Vitória. Apesar de ter saído na frente do placar, neste sábado (10), o Rubro-Negro perdeu d evirada para o Flamengo, por 2 a 1, e se afundou de vez na zona de rebaixamento.

O estreante Zé Love marcou o gol do time baiano. Fernandinho e Gabriel viraram para a equipe carioca.

Com o resultado, o Leão permaneceu na 18ª colocação e pode ver sua distancia para os times fora do Z-4 aumentar ainda mais até o fechamento da rodada. Os comandados de Vagner Mancini voltam a campo na próxima quarta-feira (14), contra o Internacional, no Beira Rio.

O JOGO

Logo aos quatro minutos de jogo, o Vitória perdeu uma grande oportunidade. Cárdenas chutou cruzado, Kieza tentou completar, mas de cara para o gol mandou para fora.

Mas, aos 21, o Rubro-Negro não desperdiçou. Diego Renan bateu cruzado e o estreante Zé Love, de carrinho, mandou para as redes.

Aos 39, o time baiano quase aumentou. De fora da área, Serginho arriscou o chute exigiu bela defesa de Muralha.

Mas, aos 44, o Leão falhou na marcação e permitiu o empate. Pará avançou livre pela direita, cruzou na área e Fernandinho, entre os zagueiros testou para as redes.

Já no segundo tempo, o time carioca chegou à virada. Aos 14 minutos, Gabriel tabelou com Diego, invadiu a área e tocou no canto de Diego para fazer o segundo.

Aos 27, a situação piorou para o Leão. Diego Renan parou contra-ataque com falta, recebeu o segundo amarelo e foi expulso.

E o Flamengo só não aumentou graças a Caíque. O goleiro fez grande defesa em cabeçada de Leandro Damião e evitou uma derrota por placar mais elástico.

Ficha Técnica / Vitória 1 x 2 Flamengo

Campeonato Brasileiro Série A – 24ª rodada

Local: Barradão, em Salvador (BA)

Data/Horário: 10/09/16, às 18h30

Cartões amarelos : Diego Renan, Cárdenas (VIT)

Cartões vermelhos : Diego Renan (VIT)

Gols : Zé Love (VIT); Fernandinho (FLA)

Vitória : Caíque; Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Willian Farias, Serginho (Flávio) e Cárdenas; Marinho (Vander), Kieza (Euller) e Zé Love. Técnico Vagner Mancini.

Flamengo : Muralha; Pará, Rafael Vaz, Réver e Jorge; Márcio Araújo, William Arão e Diego; Gabriel (Cirino), Fernandinho (Alan Patrick) e Leandro Damião. Técnico Zé Ricardo.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 1 x 2 Flamengo

Arbitragem : Vinicius Furlan 

Assistido por Daniel Paulo Ziolli e Gustavo Rodrigues (todos de SP)


Campanha contra o suicídio 


Zé Love faz estréia com gol


Flamengo vira que vira contra o Vitória


Destaque pra Fernandinho do Flamengo


Mesmo com muita chuva, um excelente público no barradão

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 4 de setembro de 2016

BRASILEIRÃO 2016 B / BAHIA 1 x 0 VASCO


É Festa ! Bahia bate o líder Vasco na Arena Fonte Nova

Empurrado pela torcida, que compareceu à Fonte Nova com mais de 35 mil pessoas na tarde deste sábado (03), o Bahia não decepcionou e derrubou o líder da Série B, o Vasco da Gama, ao vencer por 1 a 0, gol de Jackson, que colocou o Esquadrão de vez na briga por um lugar do G-4.

A vitória coloca o Bahia na 6ª posição, mas ainda podendo ser ultrapassado pelo Londrina no complemento da rodada. Ao fim do jogo diante dos cariocas, o tricolor estava a apenas dois pontos do 4º colocado, o CRB, que encara o Criciúma em Santa Catarina ainda neste sábado.

O jogo

O Bahia dominou o primeiro tempo desde os primeiros minutos. Apesar de muita briga pela bola no meio campo, foi o Esquadrão que pressionou a saída de bola adversária e conseguiu trocar um maior número de passes.

O domínio, no entanto, não se traduziu em chances para o tricolor, que só chegou com perigo aos 28 minutos. Hernane aproveitou sobra de bola e tentou emendar de esquerda, mas mandou longe da meta adversária.

Pouco depois veio o gol tricolor. Renato Cajá cobrou escanteio da direita e o zagueiro Jackson aproveitou o espaço na defesa vascaína para subir sozinho e acertar o canto de Jordi: Bahia 1 a 0.

A equipe carioca tentou responder dois minutos depois, aproveitando falha de Muriel, que saiu mal do gol. A bola sobrou para Yago Pikachu, que na conclusão do lance errou o alvo. 

Segundo tempo

Atrás no placar, o Vasco tentou surpreender logo aos dois minutos da etapa inicial. Após lançamento na área, Ederson ajeitou de cabeça e Jorge Henrique acertou belo chute, mas Muriel fez milagre e evitou o empate vascaíno.

O Vasco seguiu pressionando, mas esbarrou em um Bahia bem posicionado na defesa e explorando bem os contra ataques, apesar de não criar chances claras de gol. Os cariocas chegaram com perigo de novo apenas aos 38, quando Douglas aproveitou cruzamento na área e cabeceou bem, mas Muriel salvou mais uma vez, desta vez tirando a bola em cima da linha.

FICHA TÉCNICA

Bahia 1 x 0 Vasco

Campeonato Brasileiro Série B – 23ª rodada

Local : Fonte Nova, às 16h30

Bahia : Muriel, Tinga; Tiago Jackson e Moisés; Luiz Antônio, Juninho, Renato Cajá; Victor ,Edigar Junio, Victor Rangel e Hernane Brocador. Técnico: Guto Ferreira.

Vasco : Jordi, Yago Pikachu, Rafael Marques, Rodrigo e Júlio César; Marcelo Mattos, Douglas, Nenê e Andrezinho; Jorge Henrique e Éderson. Técnico: Jorginho.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Bahia 1 x 0 Vasco

Arbitragem : Dewson Fernando Freitas da Silva

 Assistido por Márcio Gleidson Correia Dias e Hélcio Araújo Neves (todos do PA)


Torcida do Vasco lotou espaço na Arena Fonte Nova


Jackson marcou gol que deu o triunfo ao tricolor


Torcida fez a festa


Destaque para Muriel


Vasco a 5 jogos sem vencer


Novo Recorde de Público na Arena Fonte Nova

Pagantes 28.208 com público total : 35.760

Renda de R$ 1.145.272,50

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

domingo, 28 de agosto de 2016

BRASILEIRÃO 2016 D / FLUMINENSE de FEIRA 2 x 3 VOLTA REDONDA


Flu de Feira perde em casa para o Volta Redonda e se complica

Jogando esta tarde no Estádio Joia da Princesa o Fluminense perdeu para o Volta Redonda por 3 x 2 na partida de ida da 5ª fase do Campeonato Brasileiro da Série D e a situação se complicou para a partida de volta pois precisará vencer por dois gols de diferença para passar pelo Volta Redonda e ficar com a vaga na Série C de 2017. 

O Fluminense começou pressionando o Volta Redonda indo para cima buscando encurtar os espaços, porém o time carioca chegou ao gol aos cinco minutos  depois de uma boa escapada de Cristiano pela esquerda que cruzou na área e David acertou uma bela bicicleta fazendo um dos gols mais bonitos da Série D. 

Mas o tricolor feirense esmoreceu e o troco veio dois minutos depois. Aos sete minutos, boa escapada de Edson pela direita que fez o cruzamento e Bruninho subiu bem tocando de cabeça para o fundo das redes de Mota que nada pôde fazer.  

A partida  seguiu eletrizante com chances de lado a lado, mas depois de uma rápida descida de Deca pela esquerda, ele cruzou na área e Granja encostou mandando a bola para o fundo das redes de Mota virando o marcador para 2 x 1 aos 35 minutos. Mal deu tempo para comemorar e novamente o Volta Redonda empatou o jogo com Marcos Junior , que apareceu como elemento surpresa depois de um bom cruzamento de Cristiano. 

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou sem alterações nas equipes, mas logo aos cinco minutos Dja Baiano acertou uma bela cobrança de falta no ângulo do goleiro Jair, que nada pôde fazer e o Volta Redonda passou novamente a frente do placar: 3 x 2. Betinho aos 10 minutos resolveu colocar o time para cima  tirando o volante Flávio e colocando o atacante Etinho no jogo. Poucos minutos depois Mica entrou na equipe para a saída de Bruninho. O time lutou muito, mas a situação se complicou aos 25 minutos, quando o atacante Granja. Mesmo inferiorizado o time lutou muito, mas com um homem a menos a situação realmente se complicou e o time perdeu por 3 x 2.

Na partida de volta, que vai acontecer no próximo final de semana em Volta Redonda, empates em 0 x 0, 1 x 1 e 2 x 2 o time carioca se classifica. O time agora precisa vencer por 2  gols de diferença para chegar a semifinal e conquistar a c=vaga para a Série C

Ficha Técnica / Fluminense x Volta Redonda

Local – Estádio Alberto Oliveira (Joia da Princesa)

Horário – 16 horas 

Renda – R$ 164.790,00 – Público 8.434 pagantes 

Arbitragem – Marcelo Aparecido  de Souza, 

Auxiliado por Alex Arg Ribeiro e Rogério Pablos Zanardo 

Fluminense – Jair; Edson, Paulo Paraíba, Eduardo e Deca; Fausto, Flávio (Etinho), Alessandro Azevedo e Bruninho (Mica); Rafael Granja e João Neto (Kel).
Técnico – Betinho 

Volta Redonda – Mota; Osmar, Daniel Felipe, Márcio e Cristiano; João Clériston, Dja Baiano (Airton),  Marcos Junior, Marcelo (Pedroso); David e Luís Gustavo (Pernão).
Técnico – Felipe Surian. 

Cristiano Alves - Ascom Fluminense de Feira

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Fluminense de Feira 2 x 3 Volta Redonda

Arbitragem – Marcelo Aparecido  de Souza, 

Auxiliado por Alex Arg Ribeiro e Rogério Pablos Zanardo 


Volta Redonda abre o placar


Bruninho empata a partida em 1x1


Flu de Feira vira o jogo


Gol do Volta Redonda


Pressão do Touro do Sertão


Gol de falta do time carioca fechando o placar


Torcedores do Volta Redonda


Um bom público no Joia da Princesa 

Renda – R$ 164.790,00 – Público 8.434 pagantes 

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte

BRASILEIRÃO 2016 B / BAHIA 3 x 0 PARANÁ


Bahia atropela o Paraná na Arena Fonte Nova e fica próximo ao G-4

O Bahia embalou de vez na Série b! Diante de um bom público na Arena Fonte Nova, o Tricolor venceu a segunda consecutiva e já vê a Série A cada vez mais de perto

Com gols de Edigar Junio, Juninho e Allano, o Esquadrão fez 3 a 0 no Paraná. Com o resultado, o timer baiano foi aos 31 pontos e subiu para a sexta colocação, a três pontos do G-4.

Os comandados de Guto Ferreira voltam a campo na próxima terça-feira (30), diante do Joinville, fora de casa.

O JOGO

Bahia e Paraná fizeram um primeiro tempo disputado na Arena Fonte Nova. Aos nove minutos, o time paranaense teve a primeira boa chance. Em cobrança de falta, Uchoa chutou forte e tirou tinta da trave de Muriel.

Aos 16, o Bahia respondeu também em falta. Juninho cobrou colocado e a bola passou muito perto do gol.

Aos 20, o tricolor do Paraná teve tudo para abrir o placar. Fernando recebeu passe livre na área, mas Muriel cresceu em cima dele e fez a defesa para evitar o gol.

Aos 35, o Esquadrão assustou no último bom lance da etapa inicial. Moisés recebeu passe na esquerda, invadiu a área e chutou forte. A bola esbarrou na trave.

O Bahia voltou bem para o segundo tempo e abriu o placar logo aos dois minutos. Edigar Junio aproveitou sobra de bola e acertou uma bomba no ângulo para fazer o primeiro.

Aos dez, Renato Cajá quase fez um golaço. De fora da área, o meia ariscou o chute colocado e acertou o travessão.

Mas, aos 13, o Tricolor aumentou. Juninho recebeu passe fora da área e, de esquerda, chutou no canto para fazer o segundo.

Já aos 22, Allano recebeu passe para fazer o terceiro e garantir a vitória na Arena Fonte Nova.

Ficha Técnica / Bahia 3 x 0 Paraná 

Brasileirão Série B - 21ª rodada

Local : Arena Fonte Nova, em Salvador

Data/Horário : 27/08/2016, às 18h30

Cartões amarelos : Tiago (BAH); Fernando, Anderson, Rafael Carioca (PAR)

Gols : Edigar Junio, Juninho e Allano (BAH)

Bahia : Muriel; Eduardo, Jackson, Tiago e Moisés; Luiz Antônio, Juninho (Feijão) e Renato Cajá (Régis), Edigar Junio, Allano (Victor Rangel) e Hernane. Técnico Guto Ferreira.

Paraná : Marcos; Leandro Silva, Leonardo (Pitty), Alisson e Rafael Carioca; Anderson Uchoa, Claudevan, Cristian (Nadson) e Válber (Guilherme); Robson e Fernando Karanga. Técnico: Marcelo Martelotte.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Bahia 3 x 0 Paraná

Arbitragem : Nielson Nogueira Dias (PE)

Auxiliado por Marcelino Castro de Nazaré (PE) e Bruno Cesar Chaves Vieira (PE)


Parabéns aos 5 anos das Tricoleaders 


Paraná assustou o goleiro Muriel


Juninho marca o segundo gol do Bahia


Aleluia ! O atacante Allano faz primeiro gol com a camisa do Bahia


Feijão recebeu um golpe


Destaque pra Edigar Junio que abriu o placar


Um bom público na Arena Fonte Nova

Público : 12.557 com renda de : 262.517,50

Por Marcelo Oliveira / VideoPlay Esporte

sexta-feira, 26 de agosto de 2016

SULAMERICANA 2016 / VITÓRIA 2 x 1 CORITIBA


Alívio ? Leão vence de virada o Coxa na estréia da Sul Americana

Vitória e Coritiba se reencontraram nesta quinta-feira (25), após o triunfo do time baiano na Série A, em Feira de Santana. A história se repetiu e o Rubro-Negro venceu, novamente de virada, mas desta vez por 2 a 1 pela Copa Sul-Americana.

Evandro abriu o placar para o Coxa. Diego Renan, de pênalti, e Kieza, que havia desperdiçado uma penalidade, garantiram a virada.

Com o resultado, o Leão ficou em vantagem na disputa por uma vaga na segunda fase. No jogo de volta, na próxima quarta-feira (31), em Curitiba, o Vitória precisará apenas de um empate para se classificar.

Mas, antes, os comandados de Vagner Mancini voltam a campo pela Série A, onde lutam contra o rebaixamento e recebem o América (MG), mais uma vez na Fonte Nova, no próximo domingo (28).

O JOGO

O Coritiba começou melhor e construiu diversas oportunidades de gols nos primeiros 25 minutos. Aos 11, Neto Berola fez jogada individual pela esquerda, invadiu a área e chutou no gol. A bola bateu na rede pelo lado de fora.

Aos 14, foi a vez de Kleber ter a chance de marcar. Mas, o chute do atacante foi evitado pelo goleiro Fernando Miguel.

Aos 17, Neto Berola teve mais uma oportunidade, desta vez em passe de Kleber. O atacante chutou prensado com Diogo Mateus e a bola passou perto do gol.

O ditado “quem não faz toma”, no futebol, mais uma vez, aconteceu, ou melhor, poderia ter acontecido. Aos 20, Diego Renan cobrou falta, Evandro cortou com o braço e o árbitro marcou pênalti. Mas, na cobrança, Kieza acertou a trave e desperdiçou.

Minutos depois, o Rubro-negro teve mais uma grande chance. Desta vez, Kieza deixou Marcelo na cara do gol, mas o volante chutou para fora.

Aí, o “quem não faz toma” mudou de lado e foi aproveitado. Aos 43, Kleber cruzou bola na área, Evandro se antecipou a Victor Ramos e desviou para as redes para colocar o Coxa na frente.

Assim como no primeiro tempo, a primeira grande chance do Leão no segundo tempo veio de um pênalti. Cárdenas foi derrubado por Wilson na área e o árbitro marcou a penalidade. Desta vez, Diego Renan foi para a cobrança, não desperdiçou e empatou a partida.

Mas, Kieza deixou o dele. Diogo Mateus fez jogada individual pela direita e cruzou na área. O zagueiro do Coritiba falhou e K-9 aproveitou para mandar nas redes e virar, aos 24.

Ficha Técnica / Vitória 2 x 1 Coritiba

Copa Sul-Americana - 1ª Fase (Ida)

Local : Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)

Data/Horário : 25/08/2016, às 21h45

Cartões amarelos : Victor Ramos , Marcelo (VIT);  Evandro (COR)

Gols : Evandro (COR); Diego Renan, Kieza (VIT)

Vitória : Fernando Miguel; Diogo Mateus (Euller), Ramon, Victor Ramos e Euler; Wiliam Farias, Marcelo (Serginho) e Cárdenas; Vander (Ramallo), Marinho e Kieza. Técnico: Vagner Mancini.

Coritiba : Wilson; Dodô, Luccas Claro, Juninho e Juan; Edinho, João Paulo, Raphael Veiga e Evandro (Amaral); Neto Berola (Bernardo) e Kleber. Técnico Paulo César Carpegiani.

Fotos por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte


Trio de Arbitragem : Vitória 2 x 1 Coritiba

Arbitragem : José Argote (Venezuela),

Assistido por Francheskoly Chacon (Venezuela) e Elio Nepomuceno de Andrade Júnior (RS)


Bola da Sul Americana 2016


Kieza perde pênalti e torcedores vão a loucura


Coxa abre o placar pra desespero do Leão


Protesto dos torcedores


Diego Renan de pênalti empata o jogo


Kieza faz o segundo do Leão e vira o jogo


Protesto e um público muito ruim na Arena Fonte Nova

Apesar do triunfo sobre o Coritiba pela Sul Americana nesta quinta-feira (25), parte da torcida do Vitória protestou na Fonte Nova contra a atual diretoria, comandada por Raimundo Viana.

No local onde ficou uma das maiores organizadas do Leão, a Camisa 12, uma faixa foi estendida pedindo o fim da oligarquia na Toca, onde um mesmo grupo vem comandando o clube, e apesar das promessas de implantar eleições diretas, as chances do próximo pleito que para a presidência contarem com a participação ativa dos sócios são pequenas por conta do curto espaço de tempo, já que a eleição é no final deste ano.

O futebol do Vitória vem sendo comandado pelo vice-presidente do clube, Manoel Matos, que já é alvo de críticas pelos adeptos, por conta da postura que tem nas negociações com os atletas.

Sob o comando de Matos, por exemplo, o Vitória não investiu para renovar o contrato de atletas como Escudero e Rhayner, essenciais em 2015, para depois tentar trazê-los de volta ao Barracão, sem sucesso.

Renda R$ 25.863,50 com Público Pagantes : 3.537

Por Marcelo Oliveira / VídeoPlay Esporte